©2018 LabGEPEN. Criado com Wix.com

  • LabGEPEN

LabGEPEN contribui para relatório internacional sobre superencarceramento e saúde nas prisões

O Instituto de Pesquisa em Política Criminal (Institute for Criminal Policy Research – ICPR), vinculado à Birkbeck - Universidade de Londres, divulgou estudo sobre os impactos do superencarceramento na saúde prisional em dez países de cinco continentes. O relatório “Torwards a health-informed approach to penal reform? Evidence fromten countries”, lançado hoje, destaca os sérios riscos à saúde pública causados pelos níveis sem precedentes de encarceramento no mundo.


O relatório apresenta informações e discute políticas penitenciárias em países na África (Quênia e da África do Sul), nas Américas (Brasil e Estados Unidos), Ásia (Índia e Tailândia), Europa (Reino Unido, Hungria e Holanda) e Oceania (Austrália). As experiências de cada um dos países foram discutidas em seminário ocorrido em Londres, em novembro de 2018.


Luiz Guilherme Paiva, do LabGEPEN, apresentou o caso brasileiro, ressaltando o Plano Nacional de Atenção Integral à Saúde Prisional – PNAISP, de 2015, e as dificuldades de implementação de políticas em um cenário de superencarceramento crescente.

O press-release do relatório está disponível aqui, e a íntegra do relatório pode ser acessada aqui.